quinta-feira, 4 de outubro de 2018

PEÇAS DE SEGUNDA MÃO: USADAS, BARATAS, ORIGINAIS E COM GARANTIA!


        Com a regularização do setor de desmonte desde o ano de 2014 pela lei federal 12.977, ficou mais fácil economizar quando acontecer algum problema em sua moto, seja fundindo o motor, caindo ou até mesmo batendo, afinal todos nós estamos sujeitos a acidentes.
   
        A primeira ideia que se tem quando se passa por um acidente é recorrer aos comércios de peças usadas, devido a estrondosa diferença de preços em relação a mesma peça nova, porém nem sempre tais comércios operam dentro da legalidade, muitos trabalham com venda de peças de veículos financiados não dando a devida baixa junto ao órgão responsável (Detran), ficando o proprietário em dívida ativa com a União, ou ainda pior, trabalham com venda de peças roubadas, com isso todos os envolvidos na negociação desses produtos podem incorrer no crime de Receptação preconizado no Art.180 do código penal.

       Segundo o Sr. Marcelo Pereira, sócio da Ippê Moto Peças, a busca por alternativas na hora do concerto de motocicletas é crescente no Brasil, afinal a média de preços comparado a peças novas fica em 40%, podendo alguns produtos chegarem a 89% a menos, ou seja, para quem passou por um acidente (o qual ninguém espera) e está com orçamento apertado é uma ótimo negócio!

       Outra alternativa para quem está com o orçamento apertado é vender sua moto batida para desmanches credenciados, como é o caso da Ippê Moto Peças.

Exemplo da motocicleta Kawasaki Z750 ano 2012
Kawasaki Z750
Novo
Usado/Seminovo
Desconto
Tanque de combustivel
R$5.129,11
R$780,00
85%
Painel de instrumentos
R$3.898,78
R$1.799,9
53%
Par de Bengalas
R$6.484,66
R$1499,9
76%
Roda Dianteira
R$3.398,15
R$699,90
80%
Bomba de Combustivel
R$1.808,24
R$549,9
71%
Comparativo levando como referência 10/2018


        A maioria das nossas motocicletas são adquiridas em leilões, geralmente de seguradoras de veículos que se envolveram em acidentes, tendo todos os veículos notas fiscais de entrada e certidão de baixa, garantindo assim a todos os clientes a segurança de comprar uma peça com procedência de sua origem, com fotos e identificações únicas para determinado modelo de peça e moto. Dessa forma fica impossível o cliente não saber com exatidão de onde a peça veio, gerando credibilidade para a empresa e a confiança para o consumidor.

quarta-feira, 4 de julho de 2018

4 ROTAS DE MOTO QUE VOCÊ PRECISA CONHECER

Rota de moto, viagem de moto, lugares para visitar, lugares para viajar, moto, motocicleta, passeio de moto, serra do rio do rastro, chapada da diamantina, pedra do sino, são sebastião das águas claras.

O Brasil é conhecido por ser um dos melhores países para se fazer rotas de moto. Não só pelas suas belezas naturais e relevo privilegiado, mas também pelos percursos desafiadores que deixam os aventureiros sobre duas rodas ainda mais empolgados.

São caminhos íngremes, rochas antigas, curvas sinuosas e, claro, paisagens deslumbrantes que deixam a rota muito mais divertida.

Por isso, elaboramos uma lista com 4 lugares incríveis para os motociclistas que gostam de se aventurar em rotas de moto. Confira e já comece a planejar a sua próxima aventura!

1. SERRA DO RIO DO RASTRO: PAISAGENS ESTONTEANTES COM DIREITO A NEVE

Rota de moto, viagem de moto, lugares para visitar, lugares para viajar, moto, motocicleta, passeio de moto, serra do rio do rastro, chapada da diamantina, pedra do sino, são sebastião das águas claras.

Localizada a 220 km de Florianópolis, em Santa Catarina, a Serra do Rio do Rastro é um dos pontos mais procurados pelos amantes de rotas de motos no Brasil.

Ao todo, são 34 km de percurso interligando as cidades de Lauro Müller e Bom Jardim da Serra — esta guarda ainda uma vista impressionante do topo da serra, a 1.460 metros de altitude.

Além das 284 curvas sinuosas no trecho, a trilha da Serra do Rio do Rastro também tem o diferencial de estar em um dos lugares mais ricos em beleza natural. No inverno, a região fica coberta por gelo e, às vezes, é possível até ver a neve.

Já no verão, o verde da Mata Atlântica salta aos olhos dos viajantes. O interessante é que, independentemente da época que a rota for feita, sempre haverá paisagens deslumbrantes para apreciar.

2. CHAPADA DA DIAMANTINA: ROTAS DE MOTO PARA TODOS OS GOSTOS

Rota de moto, viagem de moto, lugares para visitar, lugares para viajar, moto, motocicleta, passeio de moto, serra do rio do rastro, chapada da diamantina, pedra do sino, são sebastião das águas claras.

O Parque Nacional da Chapada da Diamantina, na Bahia, é reconhecido nacionalmente por suas cachoeiras, cavernas e formação geológica deslumbrante. Mas é lá, também, um dos pontos preferidos para a prática de trilha de motos.

Os trechos estão localizados em lugares com um relevo privilegiado e podem ser percorridos no tempo que você desejar. Nossa dica é para que você reserve, em média, em 3 a 6 dias, para aproveitar diversas atrações que o local oferece. É interessante observar que na Chapada da Diamantina há vários tipos de percursos para os mais diferentes estilos de motociclistas. Portanto, pesquise antes quais deles faz parte do gosto.

3. PEDRA DO SINO: UM OLHAR PRIVILEGIADO SOBRE O RIO DE JANEIRO

Rota de moto, viagem de moto, lugares para visitar, lugares para viajar, moto, motocicleta, passeio de moto, serra do rio do rastro, chapada da diamantina, pedra do sino, são sebastião das águas claras.

Dentro da Serra dos Órgãos, na região serrana do Rio de Janeiro, está a Pedra do Sino — um dos pontos de encontro entre os aventureiros. Quem já passou pelo local sabe que os 11 km de trajeto reservam surpresas emocionantes.

Equipamentos, como capacetes, jaquetas, botas, calças e outros acessórios de proteção são essenciais para os motociclistas que desejam se aventurar pelo trecho.

O diferencial é poder visualizar, a partir de outra perspectiva, paisagens conhecidas, como a Baía de Guanabara, a cidade do Rio de Janeiro e até a cidade de Niterói. Além disso, também há pontos famosos da região, como o Dedo de Deus, o Dedo de Nossa Senhora e o Escalavrado, que enchem os olhos dos viajantes.

4. SÃO SEBASTIÃO DAS ÁGUAS CLARAS, EM MINAS GERAIS

Rota de moto, viagem de moto, lugares para visitar, lugares para viajar, moto, motocicleta, passeio de moto, serra do rio do rastro, chapada da diamantina, pedra do sino, são sebastião das águas claras.

E, por fim, uma das rotas mais consagradas entre os praticantes da modalidade é a de São Sebastião das Águas Claras, em Minas Gerais.

A cidade, também conhecida como Macacos, fica próximo de Nova Lima, região metropolitana de Belo Horizonte. O trecho mais famoso é o que liga a capital mineira até o centro de Macacos.

O percurso é repleto de cascalhos, pedras soltas, morros íngremes e riachos. O que o faz ser considerado bastante difícil por quem já passou por lá.

Essas são algumas das várias opções de rotas de motos existentes no país. Para quem ainda é iniciante no assunto, é importante sempre se informar e se preparar com o que tem de melhor no mercado de motocicletas, pois só assim a aventura poderá ser completa.

E aí? Ainda está em dúvida para onde ir? Então compartilhe este post em suas redes sociais e peça ajuda aos seus amigos aventureiros!

CLIQUE AQUI E CONFIRA TODOS OS NOSSOS PRODUTOS!

Referência: Blog Riffel
Autor: Túlio de Mello

7 DICAS PARA GARANTIR UMA PILOTAGEM SEGURA EM DIAS DE CHUVA


Todo motociclista sabe que a manutenção da sua moto é essencial para garantir um passeio seguro e sem surpresas. No entanto, nos dias de forte chuva ou pista molhada, é necessário redobrar a atenção, não somente na estrada, mas também nos cuidados com a motocicleta. Realizar uma visita periódica ao mecânico e trocar peças específicas são alternativas para trazer um pouco mais de segurança e praticidade durante os dias chuvosos.

Nem sempre é possível prever quando o tempo irá mudar, por isso, é indispensável seguir alguns cuidados de maneira recorrente e adequar ações ao cotidiano para evitar qualquer situação extrema. Veja algumas dica básicas para encarar os dias de chuva com mais segurança:

Aquaplanagem
Embora em menor escala do que em veículos de maior porte, está comprovado que esta situação pode ocorrer também com as motocicletas. Para evitar que esta seja uma causa de um acidente, torna-se importante diminuir a velocidade nos dias chuvosos ou até mesmo parar o passeio e esperar a chuva passar.

Duas rodas
É necessária atenção constante aos pneus. Se eles estiverem gastos ou até mesmo sem os populares “frisos”, podem derrapar com facilidade nas poças de água. A troca regular garante segurança mesmo com as mudanças do clima. Outro ponto que merece atenção é a pressão dos pneus, que deve ser ajustada de acordo com a recomendação do fabricante.

Freios
Embora seja essencial para garantir a segurança durante o passeio com a motocicleta, ele pode se tornar um vilão nos dias de chuva. O motociclista deve evitar acionar o freio de maneira brusca quando passar por grandes áreas de acúmulo de água, impedindo assim que a roda tracione rapidamente e acabe deslizando no solo molhado, o que pode causar uma queda ou acidente mais grave.

Faróis e setas
Essenciais para dias tradicionais, eles se tornam ainda mais importantes nos dias chuvosos. O grande acúmulo de água pode fazer com que os outros motoristas não tenham exatidão da localização da motocicleta, por isso, é necessário que os faróis e setas estejam em dia para garantir a “comunicação” com os outros veículos na pista.

Distância e ponto cego
O bom motociclista sabe as técnicas de pilotagem para evitar colisões e situações na estrada, mas nos dias de chuva é necessário redobrar todos os cuidados. Como alguns motoristas perdem a visibilidade com facilidade quando há grandes quantidades de água, o motociclista também precisa ficar atento aos veículos que trafegam com ele na pista.

Para-brisa
Se a motocicleta possuir o item, é essencial que ele esteja sempre limpo e em bom estado. Arranhões ou rachaduras podem fazer com que a visibilidade seja comprometida. Para os dias de chuva, a dica é utilizar produtos e líquidos antiembaçantes, que repelem a água;

Lavação e lubrificação
Depois de um banho de chuva é necessário lavar a motocicleta por completo e lubrificar a corrente. A sujeira da rua e os dias chuvosos aceleram a remoção dos lubrificantes tradicionais e antecipam a corrosão de componentes, como o conjunto de relação, por exemplo, que acaba ficando com a vida útil reduzida.

CLIQUE AQUI E CONFIRA TODOS OS NOSSOS PRODUTOS!

Referência: Blog Riffel
Autor: Túlio de Mello